Cursed - a Lenda do Lago

Atualizado: 11 de out. de 2021

Nova série da Netflix retrata a lenda arturiana de uma nova perspectiva!


Avaliação: 3.5/5 ⭐⭐⭐


Resumo: “Cursed - A Lenda do Lago”, nova série da Netflix, conta a história de Nimue (Katherine Langford), menina feérica que se torna guardiã da mágica espada de Excalibur, encarregada por sua mãe a guia-la ao seu destino. Então, Nimue parte em sua jornada para salvar seu povo que vive constantemente ameaçado por Paladinos Vermelhos, os quais agem em nome da Igreja para extinguir seres mágicos.


Crítica:

Baseada no livro “Cursed” de Thomas Wheeler e Frank Miller, a série é mais uma versão das várias adaptações da famosa lenda arturiana, com um toque diferencial: contado do ponto de vista de Nimue, Dama do Lago e protetora da espada de Excalibur. A série se diferencia em vários aspectos sem se distanciar de seu tema central, abordando o protagonismo feminino, conflitos étnicos, perseguição de minorias e também se difere na visibilidade lésbica, tratando-se da cativante personagem Morgana, ponto importante tendo em vista que Celia, sua difunta amada, torna-se mediadora entre a entidade Cailleach e a futura feiticeira.


Apesar de Nimue iniciar sua jornada para entregar a espada à Merlin, como último pedido de sua mãe, com os acontecimentos da série a espada fica com ela, e o poder da espada junto de seus poderes e sua coragem a fizeram tornar-se rainha dos feericos. Com o desenrolar da trama, Nimue muda suas atitudes iniciais, tornando-se menos misericordiosa, o que é possível de se visualizar quando ela corta impiedosamente as mãos de um feérico que cometeu assassinato. Após isso, ela percebe os efeitos que o constante uso da espada gera, similares às lembranças de seu pai, Merlin, numa guerra. O efeito da espada em seu portador me trouxe lembranças do efeito do Medalhão de Salazar Sonserina, Horcrux que causou efeitos negativos à Rony Weasley e o fez brigar com seus amigos no filme “Harry Potter e as relíquias da morte: Parte 1”.


Outra semelhança que percebi entre diferentes obras é o fato de iniciar-se uma fome de poder e soberania em Nimue no final da temporada, equivalente à drástica mudança de Daenerys Targeryen em “Game of Thrones”, onde a aposta de seus aliados e queridinha do público inesperadamente trás a tona uma insanidade característica de sua família. Felizmente, esses efeitos não se manifestaram a longo prazo já que Nimue percebeu suas mudanças e logo após afastou-se da espada, cortando a similaridade com o então fracassado e infeliz desfecho de uma das maiores personagens de GOT.


Para quem está a procura de uma obra fiel às suas origens, pode se decepcionar com algumas mudanças. A releitura da famosa lenda arturiana possui cenários impecáveis, caracterizações dignas e uma trilha sonora sensacional. A produção visual deixou a desejar nos efeitos de sangue durante as guerras. Apesar disso, a série promete uma trama qualificada, repleta de magia e batalhas empolgantes, ideal para amantes da fantasia medieval na vibe The Witcher.

6 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo